Desde 1998 aliando qualidade e bom gosto.
0800 645 2644
Janelas e Portas de PVC » Tipos de Vidros

Tipos de Vidros

Vidro Comum

Fabricação
O vidro float (ou comum) é composto por sílica (areia), potássio, alumina, sódio (barrilha), magnésio e cálcio. Essas matériasprimas são misturadas com precisão e fundidas no forno. O vidro, fundido a aproximadamente 1.000 graus, é continuamente derramado num tanque de estanho liquefeito, quimicamente controlado. Ele flutua no estanho, espalhando-se uniformemente.

A espessura é controlada pela velocidade da chapa de vidro que se solidifica à medida que continua avançando. Após o recozimento (resfriamento controlado), o processo termina com ovidro apresentando superfícies polidas e paralelas. O float pode ser incolor, verde, fumê e bronze. Para obter vidros comuns coloridos, é preciso juntar corante no processo de fabricação. No Brasil, é produzido em diversos tamanhos e com espessuras que variam de 2 a 19 mm.

Aplicações
Geralmente, não recebe nenhum tipo de tratamento especial, apenas cortado e lapidado, e pode ser utilizado nas mais diversas aplicações – construção civil, indústria de móveis e decoração. Ele é a matéria-prima para o processamento de todos os demais vidros : temperados, laminados, insulados, serigrafados, curvos, espelhos, entre outros.


Vidro Impresso

Fabricação
O impresso, conhecido também como vidro fantasia, é produzido passando-se uma tira de vidro fundido entre rolos a 900 graus. Dessa forma, desenhos em relevo nos rolos são transferidos ao vidro. Ou seja, em sua fabricação, são utilizadas as mesmas matérias-primas e insumos básicos empregados no processo do vidro float. A diferença está na utilização de dois cilindros metálicos na saída do forno por onde passa o vidro já elaborado (massa fundida). O rolo superior é liso e o inferior detém em sua superfície a gravação do desenho (padrão) que se deseja imprimir no vidro. O espaçamento entre os dois rolos determina a espessura do produto acabado. Após a impressão, o vidro plano, que ainda não está completamente rígido, é conduzido por um conjunto de rolos chamado de estenderia, onde ocorre o seu processo de resfriamento de maneira lenta e gradual. Em seguida, o vidro é cortado em chapas, nos tamanhos programados. O impresso pode receber beneficiamentos como laminação, têmpera, espelhamento, etc.. São vidros largamente utilizados na linha moveleira e construção civil, principalmente em áreas em que se requer privacidade, com claridade, como por ex. banheiros ou divisórias. Os mais comuns são o MINI-BOREAL e o PONTILHADO

Benefícios
Uma das principais características do vidro impresso são os desenhos suaves e uniformes que têm a propriedade de difundir a luz e os raios solares, mantendo a privacidade dos ambientes sem perder luminosidade. Com uma imensa gama de texturas, cores e espessuras, o impresso proporciona variados efeitos decorativos, privacidade e conforto.


Vidro Laminado

Fabricação
O laminado é um vidro de segurança composto de duas ou mais lâminas de vidro fortemente interligadas, sob calor e pressão, por uma ou mais camadas de polivinil butiral (PVB), EVA ou resina. Os vidros laminados podem ser fabricados com uma infinidade de cores. Estas variam de acordo com a combinação das cores dos vidros, o número de películas de PVB/EVA e as cores dessas películas.

Aplicações
O laminado simples é mais utilizado na arquitetura – em divisórias, portas, janelas, clarabóias, pára-brisas de carro, vitrinas, sacadas, guarda-corpos, fachadas e coberturas.


Vidro Refletivo

Fabricação
Também conhecido como vidro de controle solar, desenvolvido com tecnologia que garante o controle eficiente da intensidade de luz e do calor transmitidos para os ambientes internos, os vidros refletivos, chamados popularmente de espelhados, são grandes aliados do conforto ambiental e da eficiência energética nas edificações.

A transformação do vidro float em refletivo consiste na aplicação de uma camada metalizada numa de suas faces, feita pelos processos pirolítico (on-line) ou de câmara a vácuo (off-line). Pelo sistema on-line, a camada metalizada é pulverizada com óxidos metálicos durante a fabricação do float. No processo offline, a chapa de vidro passa por uma câmara mantida a vácuo, na qual recebe a deposição de átomos de metal sobre uma de suas faces.
O vidro refletivo pode ser laminado, insulado, serigrafado ou temperado(EM ALGUNS CASOS). Porém, são necessários alguns cuidados em situações especiais: os vidros que passam pelo processo a vácuo não podem ser temperados e o processo de serigrafia deve ser feito antes do depósito dos óxidos. Os refletivos pirolíticos podem ser temperados e serigrafados após o processo de pirólise (decomposição pelo calor).

Benefícios
As vantagens são muitas: performances diferenciadas para controle solar em relação à transmissão e à reflexão de luz e calor, além de baixos coeficientes de sombreamento; redução em até 80% da passagem de calor por radiação solar para o interior do ambiente, se for INSULADO(vidro duplo) com outro vidro, garantindo, assim, excelente isolamento térmico; barreira contra os raios ultravioleta (UV) – quando laminado –; economia de consumo de energia elétrica pela diminuição do uso do ar-condicionado, conseqüência do controle térmico que o vidro proporciona; controle da luminosidade incidente no vidro: sensação de conforto ao usuário e racionalização no uso da luz elétrica.

Aplicações
Fachadas de edifícios residenciais e comerciais, coberturas, portas, janelas, sacadas de edifícios e casas.


Vidro Insulado ou Duplo

Fabricação
O vidro duplo, também chamado de insulado, consiste na união de duas placas de vidro, intercaladas por um perfil de alumínio, e unidos por uma dupla selagem, sendo a primeira com butyl e a segunda com plisulfeto ou silicone estrutural, formando assim uma camara de ar entre os vidros, a qual é tratada com sal desumidificante e fungicida, e/ou gás argônio, proporcionando conforto térmico e acústico ao ambiente. O sistema de envidraçamento duplo alia as vantagens técnicas e estéticas de pelo menos dois tipos de vidro, potencializando o resultado quando se utiliza vidros de controle solar – dupla selagem. A primeira selagem evita a troca gasosa, enquanto a segunda garante a estabilidade do conjunto. O sistema de envidraçamento duplo pode ser composto por qualquer tipo de vidro (temperado, laminado, colorido, incolor, metalizado e baixo emissivo), destacando as qualidades entre eles. Ou seja, é possível combinar vidros de propriedades diferentes. O vidroduplo também pode conter uma persiana interna (entre vidros). Esse sistema reúne todas as vantagens resultantes do vidro duplo, como o controle de luminosidade e privacidade. Também pode-se construir Vidro Duplo com Pinazio interno(quadriculas) com variações de modulações que conferem detalhes únicos do seu projeto.

Benefícios
Os duplos oferecem privacidade, aproveitamento máximo da luz natural e controle da luminosidade (entrada de luz e calor), isolamento térmico e acústico (atenua as ondas sonoras em níveis superiores ao do vidro comum com melhor resultado pela utilização de gases especiais) e grande durabilidade, e proporcionando economia no consumo de energia com climatização, uma vez que se reduz em até 70% a troca térmica entre ambiente interno e externo

Aplicações
Fechamento de vãos fixos, janelas, portas, coberturas, visores das portas de saunas secas e úmidas, fechamento de salas e ambientes climatizados são algumas das aplicações para o vidro duplo. As persianas entre vidros funcionam muito bem em hospitais, clínicas e laboratórios, pois, além de silenciosa, não acumula sujeira alguma por estar protegida dentro do envidraçamento.


Vidro Curvo

Fabricação
O processo de curvatura consiste em colocar o vidro float sobre um molde (matriz) de aço comum ou inoxidável dentro de um carrinho. Em seguida, esse veículo entra embaixo do forno suspenso. Após o encaixe da máquina ao carrinho, o vidro é curvado a uma temperatura média de 650 graus, adquirindo a curvatura definida pelo molde por meio de gravidade. Em seguida, o vidro é resfriado lentamente para evitar tensões internas. O tempo gasto no processo é definido de acordo com a espessura e o raio de curvatura. Também pode-se produzir o vidro curvo, concomitantemente ao processo de têmpera, através dos modernos fornos de têmpera instalados no país. Construção civil, indústria moveleira, automobilística, náutica, máquinas agrícolas, produção de cubas e outras, são as áreas em que mais se aplicam o vidro curvo.

Benefícios
O vidro curvo proporciona aos arquitetos flexibilidade em obras mais arrojadas, oferecendo à arquitetura a elegância das linhas arredondadas. O design diferenciado proposto pelo material agrega estilo e modernidade.


Vidro Multilaminado

Fabricação
O vidro multilaminado pode ser considerado um sanduíche de vidros reforçado já que em sua fabricação são utilizadas duas ou mais lâminas de vidro intercaladas por uma ou mais camadas de polivinil butiral (PVB), EVA ou resina. Os vidros comercialmente chamados de antivandalismo e blindados são vidros multilaminados. Cada tipo, entretanto, possui composição, aplicação ideal e nível de proteção diferente.

Benefícios
Desenvolvido para oferecer mais segurança a vários tipos de ambientes e garantir a integridade física das pessoas, em casos de ataques com pedra ou aos diversos tipos de armas.

Aplicações
Indicado para ambientes que necessitam de proteção reforçada, tais como bancos, vitrines de lojas de luxo, guaritas, joalherias, piso, visores de piscina entre outros.


Vidros Temperados

É o vidro que após cortado, lapidado, furado e usinado para ferragens, é então aquecido a aproximadamente 600 graus centígrados, e resfriado bruscamente com um sopro de ar frio, tornando-o 5 vezes mais resistente em relação ao vidro comum. Assim o vidro também se torna auto portante, podendo receber ferragens, puxadores, etc... É Considerado vidro de segurança pois ao se quebrar não produz estilhaços pontiagudos, como o vidro comum, evitando assim ferimentos mais graves.





               



< Voltar